Atendimento Online

.: A Cidade

São Tiago está localizada na região do Campo das Vertentes, a cerca de 200 quilômetros da capital, Belo Horizonte. As principais rodovias que servem o município são a BR-381 e BR-494. O povoado, que se transformou no atual município, foi fundado por bandeirantes espanhóis no ano de 1708 . A cidade possui o mesmo nome de seu padroeiro, santo muito popular na Espanha. Os primeiros habitantes da região teriam se fixado, na busca por ouro, ao redor de uma capela erigida em homenagem ao santo na fazenda denominada "Fazenda das Gamelas" (situada entre o rio do Peixe e Jacaré). Em 1802, já figurava numa relação de arraiais do termo da Vila de São José. Em 1849, São Tiago se torna distrito de São João del-Rei, e, mais tarde, de Bom Sucesso. Em 27 de dezembro de 1948, foi criado o município, com território desmembrado de Bom Sucesso, sendo emancipado oficialmente em 01 de janeiro de 1949.

Economia

A economia local tradicional tem por base a agropecuária, a indústria extrativa de minerais. No setor agrícola produz milho, arroz, café, mandioca, dentre outros.

A pecuária está dividida entre a produção leiteira e a recria de novilhos para o abate. No setor de mineração, além do minério de ferro, possui reservas de manganês, bauxita e tantalita. A habilidade para fazer quitandas é uma tradição que acompanha a trajetória do município. Por esta razão, mais recentemente a indústria de produção de biscoitos se consolidou e assumiu um papel importantíssimo na economia local, o que acabou conferindo a São Tiago o título de “terra do café-com-biscoito”.

Existem cerca de quarenta fábricas de biscoitos que geram dezenas de empregos diretos e indiretos. Destacam-se a torradinha (confeccionadas em diferentes sabores, tais como tradicional, queijo, alho, cebola, orégano, pimenta, pizza, parmesão) e os biscoitos doces, como as rosquinhas de nata, casadinho, entre outros.

Distritos e povoados

O município possui um distrito, denominado Mercês de Água Limpa (Capelinha), além de doze povoados na zona rural: Capão das Flores, Fundo da Mata, Tatu, Patrimônio, Chapada, Córrego Fundo, Jacaré, Cajengá, Germinal e Povoado dos Melos, e duas comunidades com características quilombola: São Pedro das Carapuça e Içara.

Turismo

São Tiago pertence a Estrada Real e ao circuito Trilha dos Inconfidentes, estando bem próximo dos municípios de Tiradentes e da cidade histórica de São João del-Rei, distante cerca de 44 quilômetros do município. A população local é simples, alegre e hospitaleira, sempre disposta a uma boa prosa, típica do interior de Minas.

A "Festa do Café com Biscoito", que acontece na praça da matriz, atrai visitantes de diversas localidades e está se consolidando como mais um atrativo da região. Começa na sexta com espetáculos musicais, se prolonga pelo sábado com degustações nos stands, oficinas e atividades culturais, e termina no domingo, mostrando a presença marcante do biscoito na vida da cidade.

A cidade também possui alguns atrativos naturais: cachoeiras como as da Soledade e do Simplício; o Balneário da Usina; e o Recanto do Rio do Peixe, que dispõe de área gramada, uma prainha de 200 metros de extensão e duchas. Igrejas: além da Matriz de São Tiago em estilo Neo-clássico, a cidade possui a "Capela do Rosário", a "Capela de São Sebastião" e o "Santuário Deus e Pátria", também conhecida como "Igreja do Senhor dos Montes", com suas paredes repletas de inscrições. Externamente, elas se referem à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica, com datas e fatos que ocorreram durante a participação do Brasil na Segunda Guerra e, internamente, a temas bíblicos. A capela está mais afastada do centro e dela se avistam os bonitos campos que cercam a cidade. As igrejas foram edificadas pelo importante filho da terra, Vigário Monsenhor Francisco Elói de Oliveira, veterano da Força Expedicionária Brasileira que auxiliou as tropas brasileiras na Itália durante a Segunda Guerra Mundial.

O entretenimento principal das noites de São Tiago nos finais de semana são: o Magnatas Clube e a Sede Social Santiaguense com diversos bailes. Além dos clubes, São Tiago tem barzinhos e pastelarias para todos os gostos. E ainda proporcionam um ambiente agradável em contato com familiares e amigos.

Cachoeiras e Rios

Outros atrativos naturais que São Tiago oferece são as belas cachoeiras e rios que proporcionam grande contato com a natureza e descanso para moradores e visitantes. Exceto o Rio do Peixe e o Ribeirão da Fábrica as outras cachoeiras são de difícil acesso.

Mapa da Cidade

.: História

Por volta de 1708, bandeirantes espanhóis que ali chegam, à procura de ouro na Fazenda das "Gamelas" e na Fazenda da "Vargem Alegre", fundaram o primeiro núcleo populacional que hojé é o município de São Tiago. O início do arraial, assim como em outras localidades, é marcado pela construção de uma capela.

Foi a 02 de dezembro de 1761 que o primeiro bispo de Mariana, Dom Frei Manuel da Cruz, concedeu provisão aos moradores so sítio entre os rios do Peixe e do Jacaré para ergerem um a capela da invocação de São Tiago Maior e Santana. No assentamento feito pelo Juízo Eclesiástico da Diosece (15/06/1763), subescrito pelo cônego Inácio Correa de Sá e por monsenhor Júlio de Paula Dias Bicalho, secretário do bispado, consta que "se encontrando livre de qualquer encargo, a doação para o patrimônio da Capela de São Tiago e Santana é feita sem prejudicar a terceiros, e que os bens valem e redem quantia suficiente para a sua manutenção, julgo bom o patrimônio, que aceiro para a referida capela, e mando que para título de passe a sentença".

São Tiago foi a capela filial de São João Del Rey até 1825, quando, por alvará imperial de 29 de agosto desse ano, com as de Bom Sucesso e Santo Antônio do Amparo, foram desligadas de São João Del Rey.

Em 20 de outubro de 1849, a Capela de São Tiago foi desmembrada da de Bom Sucesso e incorporada à paróquia de Lages, atualmente Rezende Costa.

Os historiadores da região informam que São Tiago foi fundada por bandeirantes espanhóis que vieram à cata do ouro no local chamado Vargem Alegre, na Fazenda das gamelas, do padre José Manuel, a 6Km da cidade. Consta que o Padre José Manoel, proprietário do Morro Vigia, próximo à Fazenda das Gamelas, mandou fazer um cacho de bananas de ouro, doando-o ao rei de Portugal. O soberano, por sua vez, mandou prender e castigar o religioso, por supor-se dono da terra, uma vez que o Brasil pertencia à metrópole européia.

Em 1853, os moradores do Distrito de São Tiago dirigiram apelo ao governo, no sentido de elevar curato a paróquia.

O primeiro vigário daquela freguesia foi o padre José Mendes dos Santos. A Lei nº 336, de 27 de dezembro de 1948, criou o município de São Tiago, com o território desmembrado do de Bom Sucesso.

Versões antigas

E-mail Assinar Remover



(mar/2016)